160 Acessos
O projeto de pesquisa teve início no dia 17 de dezembro de 2020 e visa fazer o diagnóstico estrutural de 418 unidades escolares do Piauí

A Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (FADEX) apresentou a conclusão de mais uma etapa do projeto “Diagnóstico Estrutural de Escolas da Rede Pública do Estado do Piauí”, que está sendo desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEDUC).

Para apresentar a primeira proposta completa de reforma, a Fadex fez a demonstração utilizando equipamentos de realidade virtual associados aos recursos da tecnologia Building Information Modelling – BIM. 

 

O projeto de pesquisa, que teve início no dia 17 de dezembro de 2020, visa fazer o diagnóstico estrutural de 418 unidades escolares, abrangendo o retrofit/  para reforma, ampliação e modernização. Numa primeira etapa, foram contratados inspetores prediais, que estão realizando visitas em cada uma das unidades mapeadas, para verificar e qualificar a situação estrutural de cada prédio, e analisar as intervenções que precisam ser feitas em cada um, desde melhorias até a necessidade de construção de novas edificações.

Todas as informações das escolas, colhidas pelos inspetores, são enviadas para equipes técnicas, que iniciam a elaboração de relatórios com propostas de reformas e adequações estruturais. Tudo vem sendo feito através da tecnologia Building Information Modelling – BIM, prevista no Decreto nº 10.306, de 02 de abril de 2020, que estabelece sua utilização na execução direta ou indireta de obras e serviços de engenharia, realizada pelos órgãos e pelas entidades da administração pública federal.

Na apresentação das propostas de reforma, está sendo utilizado o óculos de realidade virtual. O Superintendente da Fadex, Samuel Nascimento, convidou representantes da Secretaria de Educação para a primeira experiência com a tecnologia. Samuel destacou que “desde o primeiro momento, os professores que elaboraram o projeto de pesquisa estão empenhados em utilizar a melhor tecnologia a favor do aperfeiçoamento da gestão pública no Estado. É um desafio muito grande o de gerenciar com eficiência a reforma de centenas de prédios públicos, ainda mais em tempo de pandemia”.

A tecnologia, além de ajudar no processo de mapeamento das escolas, dando uma visão 3D do espaço, também disponibiliza informações detalhadas do local.  Através desses modelos 3D, será possível ter uma visualização clara de como ficará o projeto finalizado, facilitando na leitura e interpretação dos dados, diminuindo assim os erros de compatibilização entre várias disciplinas e principalmente trazendo clareza do uso dos recursos públicos através de um modelo informativo e dinâmico.

A Diretora de Gestão da Rede Física, Kátia Simone Pereira Lemos, e o Diretor Administrativo, Tarso Neto, e o Gerente de Licitação, Leovídio Neto, todos da SEDUC , estiveram presentes para fazer o teste do novo equipamento, e constataram o grande potencial para gerar mais eficiência nas decisões do órgão.

 

 

O projeto de pesquisa teve início no dia 17 de dezembro de 2020 e visa fazer o diagnóstico estrutural de 418 unidades escolares do Piauí

Comentar: