978 Acessos
Em parceria com a Rede Pense Piauí, empresários uniram forças e recursos para fabricar 150 mil máscaras

Indústrias de confecção que estavam completamente paradas em Piripiri voltaram a funcionar para garantir o abastecimento de máscaras para todo o Estado. Em parceria com a Rede Pense Piauí, empresários uniram forças e recursos para fabricar 150 mil máscaras.

Piripiri é um dos polos de confecção do Estado, mas todas as fábricas do setor estavam paradas desde o decreto que determinou a paralisação das atividades para combater o novo coronavírus.

Mas, após a solicitação da Rede Pense Piauí, a Associação das Indústrias de Confecções do município mobilizou nove empresas para ajudar na tarefa de produzir máscaras.

“Essa é nossa forma de contribuir com a sociedade, neste momento tão complicado que vivemos. A princípio, nossa tarefa é confeccionar 150 mil máscaras e já fizemos doação de outras 10 mil para a rede municipal de Saúde e mais 10 mil para o hospital local”, conta Agnaldo Brito, que é presidente da Associação.

Para conseguir cumprir a produção, as empresas acionaram, juntas, cerca de 45 funcionários. “Estamos prontos para o que for preciso”, afirma Agnaldo.

O que é a Rede Pense Piauí

A Rede Pense Piauí é a união da sociedade civil organizada (empresários, professores, servidores públicos, entidades de classe e voluntários) aos Governos Estadual e Municipal, no combate ao novo coronavírus.

A mobilização tem acontecido por meio da arrecadação de dinheiro, como por exemplo, o financiamento coletivo. Os valores são administrados pela FADEX, que desenvolve a parte de compra dos materiais, logística de transporte e entrega.

 

Em parceria com a Rede Pense Piauí, empresários uniram forças e recursos para fabricar 150 mil máscaras