23 Acessos
Cerca de 30km de fibra óptica foram implementadas no Piauí pela Redecomep com recurso do Governo Federal

 

A Rede Poti, projeto que faz parte da Redecomep, viabiliza o acesso à internet por meio de uma infraestrutura de fibras ópticas, voltada para as instituições de pesquisa e educação superior. A Rede Poti é um projeto gerido pela Fundação Cultural e de Fomento à Pesquisa, Ensino, Extensão e Inovação (FADEX).


Segundo o coordenador administrativo da Rede Poti, professor Dr. Vinícius Machado, a Redecomep (Redes Comunitárias de Educação e Pesquisa), coordenada pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), é um projeto nacional que garante o acesso a internet a redes de ensino superior.


“Por volta de 2011, Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), uma entidade não governamental, desenvolveu o projeto da Redecomep que implantou a infraestrutura de fibra óptica, permitindo o acesso à internet para as principais regiões de ensino de cada região metropolitana”, afirmou o prof. Dr. Vinícius Machado.


No Piauí, a Redecomep possibilitou a construção de cerca de 30 km de fibra óptica, atendendo instituições como a Universidade Federal do Piauí (UFPI), a Universidade Estadual do Piauí (UESPI), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí (FAPEPI), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Piauí (IFPI), além dos governos estadual e municipal. 


“Após ter feito a rede, que foi bancada pelo Governo Federal, tivemos que manter a rede de fibra óptica. Então, as regiões metropolitanas fizeram um acordo para dividir os custos de manutenção da rede, na qual cada região iniciou um projeto. No Piauí, foi criado o Projeto Rede Poti com apoio administrativo da FADEX. Cada instituição de ensino contemplada pela Rede Poti tem um representante da TI para compor o comitê gestor da Rede Poti e cada representante delibera as ações que temos que realizar”, explicou o coordenador administrativo, Vinícius Machado. 


Em sua primeira fase, o projeto Rede Poti foi desenvolvido e em sua segunda fase busca sua inovação, realizando manutenções e inovando a rede, com a finalidade de aumentar sua velocidade, além de buscar capacitar os técnicos da Tecnologia da Informação.
Além do coordenador administrativo professor Dr. Vinícius Machado, participam da Rede Poti o presidente do comitê gestor e professor do IFPI, Eduilson Lívio Neves da Costa Carneiro; o coordenardor técnico, Madson da Silva Santos; o técnico de campo, Sergio Ricardo Santos Piaulino e o técnico de operações, Vinicius de Araújo Melo.

Cerca de 30km de fibra óptica foram implementadas no Piauí pela Redecomep com recurso do Governo Federal

Comentar: